top of page
bannertabiji1png.png

Preciso de visto para turistar no Japão?

Atualizado: 14 de set. de 2023

O que muda para o cidadão brasileiro que pretende viajar para a Terra do Sol Nascente


Chanceler Mauro Vieira com ministro das Relações Exteriores do Japão, Yoshimasa Hayashi (foto: AIG/MRE)

Depois do anúncio em maio, na ocasião da participação do presidente Lula da Silva na cúpula do G7 em Hiroshima, os governos do Japão e do Brasil formalizaram o acordo de isenção de visto de entrada para estadias de até 90 dias, em atividades sem finalidade profissional.


Na ocasião, os governos de Brasil e Japão afirmaram desejar que a medida possa promover as relações de amizade e cooperação entre os dois países. O ano de 2023 marca o 105° aniversário da imigração japonesa ao Brasil, comemoração que sempre envolve muitos eventos, em especial em localidades brasileiras onde a comunidade japonesa é grande.


Sem burocracia

Contatado pela Tokyo Aijo, o Consulado-geral do Japão no Rio de Janeiro afirma que, “com a nova medida, brasileiros com passaporte válido não precisarão de visto para entrar no Japão a partir de 30 de setembro de 2023, bastando apresentar o passaporte na entrada do país. Não é necessário nenhum procedimento prévio”.


Sendo assim, cidadãos brasileiros em viagem a turismo para o Japão não precisarão mais enfrentar filas ou pagar taxas para a análise de situação pessoal e emissão de permissão de entrada no país.


Cidadãos japoneses na mesma situação também estão isentos de visto para entrar no Brasil. Em 2019, um decreto do ex-presidente Jair Bolsonaro chegou a liberar os japoneses de permissão de entrada, mesmo sem reciprocidade, com intenção de incrementar o turismo. Em março deste ano, a medida foi suspensa pelo governo Lula.


Vale lembrar que nada muda, em ambos os lados, para quem chega no Brasil ou no Japão antes do dia 30 de setembro.


Facilitando a entrada

O processo de solicitação de visto, que costuma levar algumas semanas, exige preparação por parte dos requerentes e desencoraja viagens de última hora. Na nova situação, é possível que o número de turistas do Brasil na Terra do Sol Nascente aumente, embora o Japão ainda seja considerado um destino caro para brasileiros, em especial mochileiros.


Apesar de não ser um procedimento obrigatório, o Consulado-geral do Japão no Rio recomenda aos brasileiros — a e todos os estrangeiros não residentes no país — que façam um cadastro no site Visit Japan Web antes do embarque. A medida promete agilizar a passagem do visitante pelos procedimentos de imigração e alfândega.


Quem não conseguir fazer o procedimento, no entanto, não precisa se preocupar. Basta se apresentar na imigração com passaporte válido e aproveitar a viagem.

992 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page